Evento Mulheres Digitais – O que rolou

Tempo de leitura: 2 minutos

No dia 28/10 aconteceu a quinta edição do evento Mulheres Digitais na Universidade São Judas em São Paulo. Cheio de palestras incríveis com mulheres sensacionais, o MD é sem dúvida um dos melhores eventos sobre empoderamento feminino no meio digital.

Destacamos, além do fato do evento contar só com palestrante mulheres, a quantidade de mulheres negras no palco. Não é muito comum essa representatividade, mas no MD aconteceu e foi muito bonito ver assuntos como racismo, gordofobia e machismo serem discutidos no local e mostrar como isso reflete nas campanhas digitais.

Foram muitos painéis com discussões extremamente válidas e vamos destacar os principais tópicos abordados por lá.

Uma descoberta maravilhosa foram as meninas do Estaremos Lá. Em suas redes sociais, elas abordam o racismo de forma didática e muito interessante, vale a pena conferir. No palco, contaram um pouco como tudo começou e relataram os atos de racismo que sofrem todos os dias. As meninas são super alto astral, dá vontade de ser amiga de delas!

Quem marcou presença por lá também foram as meninas do podcast Ponto G! Aliás, se você ainda não conhece, acesse já e ouça os programas. Elas falam sobre mulheres incríveis que nem sempre conhecemos ou sabemos a história. Vale muito a pena.

Um momento incrível que estávamos esperando ansiosamente era o painel com a Daiana Garbin do canal Eu Vejo e a Alexandra Gurgel do Alexandrismos. Para quem não sabe, recentemente gravamos um vídeo com a Daiana sobre amar seu próprio corpo, você pode conferir abaixo.

Elas falaram muito sobre os padrões de corpos impostos pela sociedade e a necessidade de amar a gente da forma que somos e não como querem nos obrigar a ser. Foi um bate-papo incrível e emocionante tanto pelos relatos da Daiana e da Alexandra quanto pela participação de quem estava presente e se propôs a contar sua história.

Outro painel interessante contou com a participação da Gislaine Bettin da agência PB8, Silvia Nascimento do Mundo Negro e Joice Berth do Justificando. O principal assunto foi a imparcialidade do jornalismo e como transmitir as notícias sem barrar em posicionamentos políticos pessoais. Foi muito interessante ver pontos de vista distintos em alguns momentos, um debate extremamente importante e saudável.

Tiveram outros painéis muito bacanas e até uma homenagem. Citamos aqui aqueles que, para nós, marcaram mais o evento e também que tiveram mais conteúdos relacionados com o que falamos aqui no blog. Foi muito bacana e esperamos participar das próximas edições!