Objetificação da mulher: marca expõe o problema de forma genial

Tempo de leitura: 1 minuto

A objetificação das mulheres nas campanhas publicitárias não é novidade e isso acontece até hoje, em pleno 2017. Isso foi tão naturalizado que ninguém entendia ao certo o motivo dessa objetificação ser um problema, mas aos poucos com as lutas sociais e mais conhecimento disseminado, todas puderam perceber como isso é ruim.

E para quebrar esse padrão, uma marca de roupas fez exatamente o contrário para mostrar de uma vez por todas como essa objetificação é ridícula.

Em sua primeira campanha, a marca mostra mulheres bem vestidas, com expressões desafiadoras e sérias ao lado de homens nus, invertendo o papel “tradicional” da mulher na publicidade.

Os homens ficam em posições submissas, em alguns momentos sem mostrar o rosto, apenas servindo como objeto de decoração para a imagem, realçando seus atributos físicos e destacando isso como se fosse o mais importante neles.

A proposta tem tudo a ver com o segmento da empresa, que vende roupa social para mulheres. O site deles diz o seguinte: “Dê uma olhada na nossa nova coleção e logo você vai perceber: nós nos especializamos em ternos, mas não vestimos homens”.

Sacada sensacional!